Informação para despertar consciências.

Spyware descoberto nos discos rígidos dos computadores
, / 873 1

Spyware descoberto nos discos rígidos dos computadores

PARTILHAR
Página Inicial Ciência e Tecnologia Spyware descoberto nos discos rígidos dos computadores

As questões de segurança estão cada vez mais na ordem do dia. Não apenas por culpa de ataques e de tentativas de roubo de dados, mas também por culpa das agências governamentais que com os seus planos de vigilância conseguiram invadir a privacidade de muitos.

Uma das mais recentes descobertas vem agora revelar que os principais fabricantes de discos estão a colocar no mercado equipamentos com spyware dentro destes.

A descoberta foi feita pela equipa de investigação da Kaspersky e mostrou que os discos rígidos dos principais fabricantes estão a ser colocados no mercado com uma infeção de spyware que está a ser colocada de forma não autorizada.

disco rígidoEstes discos, fabricados por empresas como a Western Digital, Seagate, Toshiba, IBM, Micron Technology e a Samsung, fornecem uma forma para os atacantes recolherem dados de forma remota, sem que o utilizador tenha conhecimento ou que dê consentimento.

Não existe uma declaração tácita de quem é a entidade que está por trás desta infeção, mas a equipa que descobriu revelou que a infeção está relacionada com a mesma entidade que esteve ligada ao Stuxnet, o vírus utilizado para infetar os sistemas de gestão do programa Iraniano de enriquecimento de urânio e que se julga ter a NSA por detrás.

Este spyware fica alojado nos discos e sempre que a máquina é iniciada pode voltar a ser infetada, conseguindo assim ultrapassar todos os mecanismos de segurança que sejam aplicados.

As máquinas, infetadas com um ou mais programas, estão espalhados em mais de 30 países, sendo que a grande maioria das infeções foram em países como o Irão, Rússia, Paquistão, Afeganistão, China, Mali, Síria, Iémen e Algéria.

Os alvos incluíam instituições governamentais e militares, empresas de telecomunicações, bancos, empresas de eletricidade, investigadores de energia nuclear, imprensa e ativistas Islâmicos.

Do que foi descoberto apenas as máquinas onde o grupo de atacantes queria entrar viram ser ativado este mecanismo, sendo muito seletivos nos locais onde queriam aceder os dados e à informação.

A presença deste spyware nos discos destes fabricantes está acessível há já muitos anos, sendo possível que remonte ao ano de 2001.

Os investigadores que descobriram esta situação anormal revelaram que a sua sofisticação é de tal forma grande que os métodos de colocação do spyware nos discos requeriam acesso a código proprietário dos fabricantes.

Mesmo com este spyware disseminado a todo o planeta e com presença em milhões de máquinas, os utilizadores normais não precisam de se preocupar se os seus dados foram acedidos.

É no entanto uma situação anormal e mais uma prova de que a maioria das agências governamentais consegue aceder às informações que querem e quando querem, usando mecanismos fora do que pode ser considerado acessível.

Fonte: Reuters e PLC

Um Comentário

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PASSWORD RESET

LOG IN