Informação para despertar consciências.

Vestígios de herbicida detetados nas principais marcas de cerveja alemãs
, / 140 0

Vestígios de herbicida detetados nas principais marcas de cerveja alemãs

PARTILHAR
Página Inicial Saúde Alimentação Vestígios de herbicida detetados nas principais marcas de cerveja alemãs

Um estudo do Instituto do Meio Ambiente de Munique detectou vestígios do herbicida glifosato, considerado cancerígeno, nas 14 marcas de cerveja mais populares da Alemanha – entre as quais a Beck, Paulaner e Franziskaner.

Segundo o instituto, registaram-se valores de glifosato entre 0,46 e 29,74 microgramas por litro, sendo que a quantidade mais alta detectada é 300 vezes superior ao máximo de 0,1 microgramas estabelecido para a água potável. Na cerveja, porém, não existe limite para a quantidade de glifosato, mas seria necessário beber quantidades enormes de cerveja para que um consumidor alcançar níveis que pusessem a sua saúde em risco.

“Para alcançar a quantidade sensível para a saúde, [um cidadão] teria de beber 1.000 litros de cerveja por dia. Nunca vi ninguém beber 1.000 litros de cerveja por dia na Baviera. E se os bebe, a morte chega por outras razões que não os pesticidas”, ironizou o ministro da Agricultura da Alemanha, Christian Schmidt.

A presença de glifosato na cerveja poderá ter como pano de fundo a cevada importada pela indústria, o que afectaria sobretudo as marcas francesas, dinamarquesas e inglesas. A Alemanha é o maior fabricante de cerveja do mundo e o segundo maior consumidor per capita.

O instituto exigiu ainda aos produtores que expliquem como é que o glifosato chegou à cerveja e que assegurem que as suas bebidas deixem de conter este herbicida no futuro.

 

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PASSWORD RESET

LOG IN